quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Amor proibido - 5º Capítulo: Se Conhecendo Melhor


   Como combinado, Thony e Caco saíram... Thony teve a ideia de darem uma volta no parque... um dos locais mais bonitos da cidade. Caco, com certeza aceitou pois amava aquele lugar;
   —E aí, o que está achando do nosso passeio? — Perguntou Thony.
   —Amo esse lugar... aqui dei meu primeiro beijo, sabia?
   —Olha só... que interessante. Posso saber em quem?
   —Melhor não!
   —Tudo bem. Mas não quer repetir essa cena?
   —Por enquanto não.
   —Então, pra onde vamos agora?
   —Hum... podemos ir para a praça que tem aqui no parque mesmo.
   —Boa ideia. Amo aquele lugar.
   Foram até lá. Quando chegaram, Caco disse a Thony:
   —Sabia que eu nunca amei alguém de verdade?... Tipo... como eu amo você não.
   —É? Mas como me ama?
   —Não sei. Nunca passei por isso.
   —Então porque não me beija?
   —Estamos nos conhecendo... ainda não está tudo decidido, não é?
  —Tens razão. E, sabe... eu nunca amei ninguém. Sempre me preocupei mais com o trabalho. Várias pessoas, bonitas, legais, interessantes já me procuraram e eu disse que não. Preferi ficar no meu canto mesmo. Agora acho que contigo serei feliz... livre...
   —Será?
   —Bom... tomara que sim!
   Os dois passaram a tarde inteira conversando, se conhecendo melhor, e nada, nada no mundo se igualava àquele momento. Nenhum amor, no universo, era mais bonito, mais puro e mais divino que aquele. Quando a noite estava chegando, Thony disse:
   —Vamos embora?
   —Não... espera! — Exclamou Caco segurando o braço de Thony.
  Nada mais disse... apenas um beijo bastou. Naquele momento inesperado, Thony e Caco se emocionaram, pois não poderiam imaginar que o amor seria tão abrangente e os tocaria de tal forma. Todos que estavam na praça, olhavam e tampavam os olhos de seus filhos. Achavam aquilo bizarro e contra os princípios da família. Até que uma senhora que aparentava uns oitenta anos, separou os jovens e os disse:
   —Parem com essa safadeza! Isso é contra Deus e contra a integridade das crianças que estão aqui:
   —Esse é apenas o amor, senhora. — Disse Thony.
   —O amor é de um homem pra uma mulher... isso é uma aberração!
   Todos da praça concordaram, e gritaram freneticamente:
   —Saiam já daqui! Vocês não são bem vindos nessa praça. O desejo de vocês é destruir as famílias. Parem já com isso.
   Os dois saíram a força... entraram no carro decepcionados com a hipocrisia desse povo.

NOTA: Bom, como puderam perceber, hoje eles se beijaram, não é? Mesmo que o capítulo não seja totalmente feliz, acho que foi bom... isso mostra como ainda existem pessoas hipócritas o bastante para acabarem com o amor. Isso aconteceu na vida real, não com um beijo, mas com a postagem de um beijo entre homossexuais no meu perfil pessoal no Facebook... uma senhora, que eu faço questão de não citar o nome, disse que isso era errado, e jogava a culpa de tudo em Deus... "Se não concorda com isso, vá reclamar com Deus, e não comigo." Meus amigos e minhas amigas, digam-me se isso é certo? E o pior... quando postei uma foto de um beijo hétero no mesmo perfil, ela comentou: "Agora sim, esse casal é normal." O que mais me dóis, meus amigos e minhas amigas, é saber que o mundo não vai pra frente por culpa de pessoas ignorantes assim. Tudo isso não passa de hipocrisia. Quando os pais estão na sala, deixam o/s filho/s exposto/s a assassinatos, roubalheiras, mulheres nuas e coisas mais... mas o que me dói saber, é que quando na TV acontece um beijo gay, tampam os olhos do/s filho/s ou senão manda-os saírem da frente da TV. Por isso o mundo não vai em frente... por pessoas ignorantes assim. Obrigado por lerem... beijões para você!

Simon-Poeta

Não perca o próximo capítulo de

Amor proibido

Sua Opinião:

0 comentários:

Enviar um comentário